Desmemórias


no radinho batia o coração de baquelite

( Rabuja Rubirosa ) 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 14h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




da sibila, acaso

jogo de conchas

de mareamar

 

areia úmida

de instantes :

 

tecido geométrico

da calçada em frente

ao aquário municipal



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




não fui ao parque

eletrônico futurama 

trem-fantasma de

papelão calendário

enferrujado dublagem

de abandonos moldura

de lona na arena

de areia rasgada 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Desmemórias 

jardim improvável  mínimo istmo beirando o concreto retrato dos silos onde deitei a memória 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Desmemórias 

 

voltas ao redor da estátua de vicente de carvalho  se fosse hoje não seria  bronze mas artifício holograma  nada sólido como um esqueleto de pedra  



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Desmemórias 

 

um frasco de sol  discos de vinil  na prateleira do eldorado papel de parede colado ao contrário dias guardados nas listras  do sofá-cama 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Desmemórias 

recolhia as roupas como se habitasse um museu de mímicos e a memória fosse  um ato mecânico seqüência de slides apagando- se distraidamente 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Desmemórias 

uma outra vida amigo os velhos discos da loja são  miniaturas engarrafadas limiares de um tempo  que corre paralelo memória de mochilas e perfume pathchouly não há notícias  só a casa azul gosto de infância inventada perto do atrito do trem estação final mogi 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




        a paixão é uma ponte pênsil

           ( Rabuja Rubirosa )

 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




   O minhocão encaçapou a Rego Freitas

   ( Rabuja Rubirosa ) 



Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




  joana ternura fugiu com o pinto calçudo

   ( Rabuja Rubirosa )




Escrito por diniz gonçalves júnior às 11h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






nada é mais legal 
que o papel de pão 
tem o cheiro da infância 
das manhãs na vila maria 
quando o manuel penteava 
o bigode com a escovinha 
de madeira e osso e o 
joão peralta pedia fiado 
e pesava uma porção de tremoço

( Rabuja Rubirosa )



Escrito por diniz gonçalves júnior às 21h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ela ,vesguinha da vila ema 
ele, nanico do tucuruvi 
se conheceram no tatuapé 
antes da chuva deitar os cabelos

( Rabuja Rubirosa )



Escrito por diniz gonçalves júnior às 20h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




2012 

Um quebra-cabeça, os números das casas formam uma sequência vazia até beirar a estação que corre nas veias. Naquela placa, embaralho seu nome até o esquecimento. É preciso reter a água, o fluxo insensato que teima em fluir, até que tudo vire um borrão disforme, um som agudo. Essa rua não é minha. Tampouco aquele espelho quebrado numa tarde de sexta.




Escrito por diniz gonçalves júnior às 10h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




"Só é artista aquele que é capaz de transformar a solução num enigma." 
( Karl Kraus )



Escrito por diniz gonçalves júnior às 15h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 36 a 45 anos
Histórico
Outros sites
  fábio prodígio ( site + blog )
  Diluvidades
  diogo lessa
  pierre pierrô
  Trovão
  Bactéria
  Jarbrás
  Claudinei
  Ademir Assunção
  Kitagawa
  márcio américo
  Randall
  chacal
  Rodrigo Leão
  Cláudio Daniel
  Frederico Barbosa
  Orides Fontela
  Eucanaã Ferraz
  Haroldo De Campos
  douglas diegues
  Ricardo Almeida
  Edgar Franco
  Marcelo Coelho
  NOMUQUE
  Sígnica
  A cigarra
  Jornal de Poesia
  Portal Literal
  Mnemocine
  Xico Sá
  Revista Zunái
  UOL
  UOL SITES
  Astier
  Foto Contemporânea
  Tadeu Sarmento
  Ana Ramiro
  Nícollas
  Porta Curtas
  Sebo do Bactéria
  Videografia ( uma entrevista )
  Cronópios
  Aníbal Cristobo
  Rodrigo Garcia Lopes
  Leonardo Gandolfi
  MaicknucleaR
  O Casulo
  Carlos Reichenbach
  Carlos Reichenbach ( blog )
  Errática
  UP
  Ruy Romão ( Portugal )
  Poesia
  Texto Digital
  Inácio Araujo
  Fábio Aristimunho
  Byafra
  Marcos Sabino
  Cléo
  Audrey
  Antonio Cícero
  Carolina
  Mário Bortolloto
  Debora Aoni
  Ivam Cabral
  Renata
  Jean Claude Bernardet
  Nick
  Mário Bortolotto
  Marcelo Montenegro
  Tavinho Paes
  Aldir Blanc
  Renata Sayuri
  Judô e Poesia
  Fernanda Bello
  lia
  Fernanda Takai
  Caetano Veloso
  Colombina
  Wall
  Mariana Blanc
  Amanda Banffy
  Paulo Stocker
  Priscila Nicolielo
  adriana salerno
  Gramatologia
  marcelo rampazzo
  Elisa Buzzo
  Rogério Skylab
  Matheus Trunk
  transanonymous
  Nova Eleusis
  Antonio Miranda
  Parlapatões
  Rascunho
  Perfil Literário ( Rádio Unesp )
  tahan
  Sérgio Alcides
  Zunái
  editais
  santiago
  paulo de toledo
  daniel silveira ( pianista )
  claudia freire lima
  omar khouri
  Omar Khouri II
  mário bortolotto
  Péricles Cavalcanti
  Jovino Machado
  lilian aquino
  maíra
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?